Escócia a caminho de se tornar uma República?

O Partido Socialista Escocês não vê papel para a monarquia numa Escócia independente

As coisas não andam bem para o primeiro-ministro Inglês, a braços com uma crise económica e financeira que ameaça estar longe do fim veio-se acrescentar as aspirações independentistas escocesas que arrastam consigo no pior dos cenários o eminente surgimento de uma República no seio da Ilha Britânica e no mínimo a semente do que poderá ser o pricipio do fim do Reino Unido sob uma Coroa.O jornal   Scotsman revela que apenas 23 % dos escoceses apoiam a independência, menos nove pontos percentuais do que no ano passado mas a fatia dos eleitores jovens tem vindo a crescer (O líder do Partido Nacionalista Escocês  afirmou que pretende ampliar o direito de participar no referendo aos escoceses “de 16 e 17 anos”) deixando tudo em aberto para Outubro de 2014

O Partido Socialista Escocês é 101 por cento a favor de uma república escocês e não vê qualquer papel para a monarquia após a independência.

Isto está em nítido contraste com a abordagem do SNP que procuram manter a realeza depois de um voto Sim.O Partido Nacional Escocês (SNP) alcançou a maioria absoluta no parlamento na sequência das eleições regionais realizadas, em 2011, na Escócia.,o triunfo dos nacionalistas abriu caminho à organização de um referendo sobre a independência, o chamado “Acordo de Edimburgo”

As propostas recentemente publicados para uma constituição para uma Escócia independente fornecem um fórum em que esta pode ser debatida e o apoio da independência agora em 58 por cento entre os eleitores jovens

A Pergunta que vai constar no Referendo

No princípio de Janeiro Cameron dirigiu-se aos escoceses pedindo reflexão “Quero ser o primeiro-ministro que vai manter o Reino Unido junto, mas tenho de mostrar respeito pelas pessoas da Escócia”, disse Cameron, após a formalização do chamado “Acordo de Edimburgo”. O documento determina que os eleitores na Escócia serão questionados, num dia ainda não determinado no outono de 2014 (Cameron pretende a antecipação do referendo para 2014), sobre se querem manter ou deixar a união com Inglaterra formada há 305 anos.

O líder do governo regional da Escócia, Alex Salmond, revelou a 25 de janeiro a questão que será colocada ao povo escocês no referendo sobre a independência daquele território, que integra o Reino Unido há 300 anos.

“Está de acordo que a Escócia seja um país independente?” será a questão concreta colocada aos escoceses na consulta pública, planeada para o outono de 2014,

Advertisements
This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

One Response to Escócia a caminho de se tornar uma República?

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s